Castração: um dos pilares da guarda responsável

Seres lindos do mar, vamos falar um pouco sobre castração e guarda responsável?

Então, podemos começar pelo significado da expressão “guarda responsável”, que surgiu tendo em vista a necessidade de elucidar a identidade dos animais como seres sencientes, dotados da capacidade de sofrer, sentir prazer ou felicidade. Assim, a guarda responsável se opõe ao termo posse, pois animais não são propriedades e, ao invés de um “dono”, eles possuem tutores. A responsabilidade sob a tutela de um animal implica em cuidados dispensados ao “bem estar” dos bichos, que é garantido pelo respeito as liberdades fundamentais, que incluem as situações em que temos um ser livre de dor, doenças, estresse, fome/sede e livre para expressar o seu comportamento natural.

Liberdade <3 Fonte: www.pawsmiami.com

 

A castração é o termo popular que utilizamos para esterilização em cães e gatos, que se trata de uma cirurgia simples, por meio da qual é feita, nas fêmeas, a retirada do útero, ovários e trompas. Nos machos, consiste na retirada dos testículos.

Mas enfim, como a castração se relaciona com a guarda responsável? É simples, gente! Essa cirurgia representa um dos pilares da guarda, contribuindo de maneira benéfica para a saúde animal e humana (porém, o foco aqui são os bichinhos, certo?). Dentre os pontos positivos da esterilização temos:

 

EVITA O ABANDONO

Nunca abandone quem jamais te abandonaria.

O ciclo do abandono de animais domésticos é algo frequente, provocado pela crueldade humana e pelo descontrole populacional e seus efeitos, que tornam o contingente de cães e gatos errantes ainda maior. A castração é uma das soluções nesse caso, pois esta se apresenta como uma ferramenta de controle de população, barrando o crescimento rápido do número de animais. Ao nascer, um bichinho precisa de cuidados, porém, se este é fruto de uma prenhez indesejada, como o tutor poderá arcar com os custos de mais animais? Bicho não é brinquedo, além de necessitar das coisas mais básicas, desde alimentação/água/ambiente apropriado, são necessários diferentes cuidados veterinários. Devido a isso, é importante que a reprodução sem controle não se perpetue, pois já existem centenas de animais esperando por adoção, sem contar todos aqueles que podem não ter a sorte de conseguir um lar.

 

MELHORA DAS CARACTERÍSTICAS COMPORTAMENTAIS

Docilidade ><

Ao se esterilizar um cão ou gato, levando em consideração o fator “idade”, é comum notar mudanças no comportamento desses animais. Os nossos companheiros se tornam mais dóceis, menos fujões/ briguentos e evitam a marcação de território com urina. No caso das fêmeas, não há mais presença de cio e de suas complicações, como aquele grunhido característico das gatas e a procura pelo acasalamento. Essa busca torna os animais mais suscetíveis a fugas e ao contato de uns com os outros, por meio de mordeduras/lambeduras, o que pode aumentar de maneira considerável o risco de acometimento por várias doenças.

 

CONTRIBUI PARA O AUMENTO DA EXPECTATIVA DE VIDA

Um cheirinho cai bem <3

A castração, como citado anteriormente, evita fugas e consequentes atropelamentos que podem vir a ser graves/ fatais. Além disso, a esterilização contribui para a diminuição da propagação de diversas doenças infectocontagiosas, que normalmente se disseminam em situação de superpopulação.  Outros benefícios desse procedimento cirúrgico é a prevenção de infecções uterinas, tumores de mama e próstata, bem como outras neoplasias relacionadas ao trato reprodutivo.

Gente, em meio a estes esclarecimentos, eu gostaria de apresentar a Malu para vocês!

Malu com o colar elizabetano e curativo trocado 😀

Em 2017, ela completou cinco aninhos de muita bagunça haha. Uma das situações mais complicadas que enfrentei, aconteceu quando tive que deixá-la, ainda filhote, com familiares que cuidavam de um outro cão não castrado.

Em poucos meses, a Malu apresentou prenhez e, posteriormente, uma ninhada de um monte de bebes (na época foram uns 8). Foi muito difícil conseguir adoção para todos, sem contar as incertezas de um futuro para esses pequenos. A tutora do cão que convivia com a Malu não optou pela castração dele, daí que eu peguei a cadela de volta o mais urgente que deu. Ao trazê-la para casa, procurei logo providenciar a castração.

Toda essa história teve um final feliz, pois a cirurgia foi um sucesso! Do contrário que muitos pensam, a esterilização não se trata de um procedimento complexo e pode ser feita em minutos. As intercorrências comuns podem ser evitadas por meio do seguimento das boas práticas nos períodos pré, trans e pós operatório. A recuperação foi muito tranquila, são prescritos alguns medicamentos para o pós, além da troca dos curativos, fundamentais para o processo de cicatrização. O colar elizabetano (que a Maluzinha tá usando na foto) é importante, pois evita que o cão desmanche o curativo e venha a lamber a cicatriz.

Com esse texto, espero ter passado um pouquinho de conhecimento e reflexão acerca da castração de cães e gatos e seus benefícios. E é fundamental lembrar que: quanto mais cedo o animal for castrado, melhor será <3

Published by

One thought on “Castração: um dos pilares da guarda responsável

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *